ESTÁGIO OU HOME STUDIO? COMO COMEÇAR NA PRODUÇÃO MUSICAL

Aumente as suas chances de se destacar no mercado de produção musical sabendo por onde começar. Estágio e home studio são alguns dos tópicos da nossa conversa com as produtoras musicais Karen Ávila e Carolina Dias

Com a digitalização da música, a produção musical se tornou mais acessível. Hoje, todas as etapas do processo de criação, desde a escrita da letra até a mixagem e masterização, passam pelo digital. A tecnologia possibilita que cada vez mais equipamentos de estúdio passem a executar múltiplas funções, tornando mais acessível o custo de produção.  

O que mantém grandes estúdios comerciais em funcionamento hoje, além do renome, é o jogo de cintura para se adaptarem a essa nova realidade, investindo cada vez mais em profissionais de referência. Está cada vez mais fácil montar seu home studio e cada vez mais profissionais renomados optam por esse caminho mais compacto.  

Com um mercado em transformação, as dúvidas são muitas para quem está começando agora na produção musical e para ajudar nesse início conversamos com a Karen Ávila, produtora musical especialista em edição e mixagem de áudio que já trabalhou em dezenas de gravações de CDs e DVDs, sendo dois deles ganhadores do Grammy Latino, e Carolina Dias, cantora, produtora musical e artista Focusrite/Novation. Em seu canal homônimo no Youtube, Carolina foca em ensinar gravação e produção musical até mesmo em casa. Karen também é a idealizadora de um canal, o Quantize Áudio, onde ensina fundamentos do áudio.  

Visando ajudar quem está no começo a planejar a montagem do seu home studio, Karen e Carolina apresentarão o painel “Mulheres da produção musical: o que não pode faltar em seu home studio?” na CCEXPO, evento dedicado ao conhecimento e tecnologia para criadores de conteúdos e empreendedores digitais. Lá elas falarão sobre os principais equipamentos e suas funções, além de dar dicas técnicas sobre a produção musical.  

Entretanto, para o mercado se manter girando o produtor musical também precisa investir em novas metodologias de trabalho, estudo aprofundado e profissionalização. É sobre como conseguir construir um caminho sólido no meio musical que Karen e Carolina conversam hoje com a gente.  

Karen Ávila e Carolina Dias

Karen Ávila é apaixonada por música desde criança, mesmo sem nenhum histórico na família. Quando pequena, a musicista ficava questionando como as músicas eram feitas sem saber o que era produção musical. Gostava de imaginar seu nome escrito nos encartes dos CDs. Foi na adolescência, com sua guitarra, que começou a entender os pedais e o que precisava aprender para gravar a si mesma tocando. Foi nessa época que se interessou pela faculdade de produção musical, mas por acasos da vida acabou indo para o curso de design gráfico. Os cursos aconteciam lado a lado e logo no começo a Karen já percebeu que queria mesmo era estar na sala ao lado, queria estudar música. E foi sem saber nada sobre produção que a musicista chegou na faculdade que iria mudar a forma com que ela via a vida. Embora o lado artístico tenha aflorado, Karen conta que sempre preferiu os bastidores “Gosto de organizar as ideias”.  

Carolina Dias, em 2017, decidiu começar a gravar vídeos para o Youtube cantando e tocando com o intuito de divulgar seu trabalho como cantora. Veio o desejo de melhorar as suas produções e, para isso, era necessário estudar. Foi então que descobriu a produção musical. 

Carolina conta que parece muito difícil e complexo no início, pois não se sabe exatamente por onde começar para transformar sua ideia em uma produção. É normal não entender de equipamento, qual usar, para que usar e como usar, não saber como utilizar softwares de gravação e ser estranho à linguagem da produção musical. São muitas as dificuldades que aparecem quando começa a caminhada na produção musical, explica Carolina.  

Para a estudante de produção fonográfica, o segredo é ter paciência, determinação e foco. A melhora só virá com muito estudo. Carolina aconselha a colocar, desde o começo, tudo o que aprende em prática. Para ela, que já grava e produz em casa, a prática é a chave da evolução.  

Karen Ávila explica que uma das maiores dificuldades no começo é o foco no lugar errado. Muitos iniciantes desejam começar a trabalhar em um estúdio comercial grande, cada vez mais raros no mercado atual, o que torna difícil conseguir um estágio.  

A musicista aconselha a mudar o foco e buscar trabalhar como assistente de um produtor musical em seu próprio estúdio. Durante esse tempo você terá contato com um trabalho mais chato e sem graça, como, por exemplo, enrolar cabo, limpar sessão (arquivo aberto e editável onde se monta a música), fazer back up, marcar horário com músicos etc, explica Karen. Mas não se engane, segundo a produtora musical, os bastidores são o melhor ambiente para moldar sua visão e sua escuta.  

Karen relembra a importância de ter acesso a sessões de grandes profissionais enquanto estagiava e como aproveitava essa oportunidade para estudar os arranjos e técnicas ali aplicadas. É nessa hora, entre enrolar um cabo e outro, que você tem a oportunidade de aprender coisas que não são ensinadas na faculdade, oportunidade de ver na prática como se faz.  

Assim como a Carolina, Karen também indica que o conhecimento, adquirido do contato com profissionais já consolidados e muito estudo, deve ser colocado em prática. É fundamental ter experiências com sua própria música ou de amigos, por isso se torna tão importante saber montar um home studio.  

Karen que tem hoje seu próprio home studio, projetado pelo engenheiro acústico Renato Cipriano (também palestrante da CCEXPO), aconselha também que os iniciantes aproveitem o tempo como assistente para fazer portfólio e networking. Como hoje a tecnologia permite que se trabalhe online, a musicista destaca a importância de ir a feiras e eventos para conhecer pessoas da área.  Além disso, para produzir música você precisa de equipamentos de produção e softwares e nada melhor do que ver na prática o que eles fazem.  

Ficou curioso e quer saber mais sobre como montar seu home studio? Então você não pode perder o painel “Mulheres da produção musical: o que não pode faltar em seu home studio?” com Karen Ávila e Carolina Dias. Renato Cipriano, engenheiro de áudio e acústico e produtor musical, também falará sob o título “Noções de acústica: como melhorar o som do meu ambiente?”, você não vai perder essa oportunidade, não é? Clique aqui e se inscreva na Content Creator Expo (CCEXPO), um evento dedicado ao conhecimento e tecnologia para criadores de conteúdos e empreendedores digitais que acontece entre os dias 22 e 24 de julho em São Paulo. Além do congresso com palestrantes renomados, a CCEXPO também oferecerá  uma feira com as novas tecnologias, equipamentos e soluções do mercado e uma arena com demonstrações de produtos para que você possa ver em primeira mão a funcionalidade deles no dia a dia. Visite o site e confira a programação completa.  

Clica aqui e garanta seu ingresso. As vagas são limitadas!  

SERVIÇO:  

  • Evento: Content Creator Expo  
  • Data:  22 a 24 de julho de 2022, de 10h às 20h.  
  • Local: Centro de Eventos Fecomércio – Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – Bela Vista, São Paulo, SP  
  • Realização: ATO3 Eventos  
  • Site oficial: http://ccexpo.com.br/  
  • Mais informações: contato@ato3.com.br 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: