PERIGOS QUE UM CREATOR ENCONTRA NA INTERNET

Para o advogado e professor especialista em Direito Digital e Crimes Virtuais, Luiz Augusto D’Urso, proteger o próprio perfil e ter cautela com o que é postado são os cuidados básicos que um criador de conteúdo precisa tomar para escapar das armadilhas na internet

Todo criador de conteúdo já se desesperou (nem que tenha sido apenas por alguns segundos) só de pensar na possibilidade de ter seu perfil hackeado e/ou roubado e perder anos de muito trabalho e dedicação, não é? E você não está errado em temer o furto de um perfil em rede social.

Tem aumentado, cada dia mais, o número de pessoas que têm seus perfis invadidos por criminosos que induzem os seguidores a fazerem transferências de dinheiro. Um dos golpes mais comuns tem sido a posse de uma conta com o intuito de se passar pelo dono e começar a fazer posts oferecendo eletrônicos e eletrodomésticos a preços inacreditáveis. Geralmente, os criminosos justificam os valores bem baixos atribuindo a necessidade de venda rápida à mudança de algum amigo ou membro da família para o exterior e pedem o pagamento por PIX.

O modo mais comum de invadir o perfil de um alvo é através de links enviados e compartilhamento de códigos de confirmação recebidos, normalmente por SMS. Essa tática pode ocorrer através de uma conversa na qual os bandidos se passam por funcionários de uma empresa, ou até mesmo por amigos, e pedem que você clique no link enviado para confirmar sua participação em algum sorteio ou o resgate de algum benefício, como o famoso selo de verificado no Instagram. Também podem solicitar que você compartilhe o código recebido por SMS, geralmente enviado pela opção “esqueci minha senha” acionada pelo criminoso. Há ainda quem trabalhe diretamente com a clonagem do número de celular e assim, com posse do seu número, consegue interceptar os SMS.

O Instagram vem trabalhando na implementação de recursos capazes de barrar o acesso à contas de terceiros e, atualmente, a maneira mais eficaz de se proteger contra esse tipo de invasão é ativar a autenticação de duplo fator. Clicando aqui você tem acesso ao tutorial fornecido pelo Instagram de como fazer. Uma dica é não usar o SMS e sim preferir outros canais e dispositivos, como um segundo e-mail, por exemplo.

Além disso, é importantíssimo nunca clicar em links desconhecidos que não foram ativamente solicitados por você e não compartilhar nenhum código recebido por whatsapp ou SMS. Ter a conta invadida e utilizada para cometer golpes é um dos piores cenários possíveis para o creator, explica Luiz Augusto D’Urso, advogado e professor especialista em Direito Digital e Crimes Virtuais.

Além da cautela com a proteção do próprio perfil, D’Urso destaca a enorme responsabilidade do criador de conteúdo com o que será postado. É necessário tomar cuidado com o conteúdo produzido para que não ocorra desmonetização, banimento, ações administrativas ou judiciais, como, por exemplo, acusação de plágio ou uso indevido de imagem, esclarece o advogado.

Para o professor é extremamente necessário observar as leis e os termos de uso de cada rede social. No Instagram, por exemplo, é expressamente proibido se passar por outra pessoa, publicar algo ilícito, enganoso ou com finalidade ilegal ou não autorizada.  Também não pode fazer nada que viole os direitos de outra pessoa, incluindo diretos de propriedade intelectual, como, por exemplo, violação dos direitos autorais ou violação dos direitos de marca.

Todo conteúdo de marca feito por um criador de conteúdo com um parceiro de negócios (publicidade e/ou parceria) precisa ser publicado pela nova ferramenta “Conteúdo de marca”, que deve ser usada para marcar produtos e marcas parceiras de negócios. Entretanto, o creator só pode divulgar conteúdos em que ele aparece ou ajudou a criar. No momento, a ferramenta, também conhecida como “rótulo de parceria paga”, ainda não está disponível para todos os perfis e em todas as regiões.

Ainda na Política e Conteúdo de Marca, o Instagram também destaca alguns produtos ou serviços que são proibidos de serem divulgados na plataforma: vaporizadores, produtos de tabaco, cigarros eletrônicos e qualquer outro produto que simule o fumo. Já bebidas alcoólicas e procedimentos estéticos ou para perda de peso fazem parte do conteúdo restrito, ou seja, é necessário restringir quem pode ver a publicação por idade ou localização geográfica, no caso do Brasil a idade mínima é 18 anos. O não cumprimento dessas e outras diretrizes pode acarretar a suspensão do perfil ou até mesmo o banimento do creator.

O YouTube também repreende algumas condutas, como envio de spam, práticas enganosas, golpes e falsificação de identidade. Bebida alcoólica, armas de fogo e produtos ilegais também são proibidos na plataforma junto com o conteúdo sensível (nudez e algo que coloque em risco a segurança infantil, por exemplo), conteúdo violento ou perigoso e bullying virtual.

Recentemente o YouTube também acrescentou o combate à Fake News em sua Diretriz da Comunidade. Agora qualquer divulgação de desinformação, seja ela a respeito das eleições, COVID-19 ou vacinas, também pode receber um aviso de descumprimento das diretrizes, assim como todas as demais condutas citadas anteriormente.  Se um usuário receber três avisos dentro do prazo de 90 dias ou apenas um, no caso de violação grave, o canal será encerrado.

Entretanto, não basta apenas certificar-se que o perfil esteja dentro das diretrizes das redes sociais, mas também garantir que o seu conteúdo não fere nenhum direito ou lei. O plágio, por exemplo, não é só a cópia literal das palavras, mas também a cópia de uma ideia, abordagem ou forma de organizar um conteúdo, desde que não retrate a autoria original.

O Google faz uma leitura de tudo que é publicado e pune os conteúdos duplicados diminuindo as entregas. Sendo assim, é importante investir tempo e esforço na criação de um conteúdo original. Para isso, é preciso entender sobre o assunto abordado e muita pesquisa.

Usar referências é um ato comum e você pode aproveitar os hiperlinks para direcionar o leitor ao conteúdo original, dando assim créditos ao criador. Procure sites, autores ou especialistas de confiança dentro da sua área para serem o seu norte.

Uma vez que observadas as leis e os termos de usos, é possível fazer vídeos e conteúdos com muita criatividade e atingindo o público com todos os cuidados possíveis, aconselha D’Urso.

Produzir conteúdo relevante é a base de uma boa estratégia de marketing digital. Nem sempre é fácil e geralmente exige muito trabalho, criatividade e dedicação. Afinal, o que todo creator deseja é manter o seu público interessado e engajado, certo? E para isso é preciso ter um perfil seguro e um conteúdo dentro da lei.

Gostou das dicas e quer saber ainda mais sobre como manter seu perfil em segurança e como blindar seu conteúdo? Você não pode perder a palestra “Os cuidados com seu perfil e canais nas redes sociais – Direitos autorais, proteção contra invasões e direitos de imagem na criação de conteúdo” com o advogado e professor especialista em Direito Digital e Crimes Virtuais, Luiz Augusto D’Urso. A conversa com o professor faz parte da Content Creator Expo (CCEXPO), que reúne no mesmo evento uma feira com as novas tecnologias, equipamentos e soluções do mercado, uma arena com demonstrações de produtos para que você possa ver em primeira mão a funcionalidade deles no dia a dia e um congresso com palestrantes renomados compartilhando conhecimentos para acelerar o sucesso da sua marca no digital. Garanta seu passaporte para o congresso antes da virada de lote e pague mais barato!

Clica aqui e veja a programação completa.

SERVIÇO: 

  • Evento: Content Creator Expo 
  • Data:  22 a 24 de julho de 2022, de 10h às 20h. 
  • Local: Centro de Eventos Fecomércio – Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – Bela Vista, São Paulo, SP 
  • Realização: ATO3 Eventos 
  • Site oficial: http://ccexpo.com.br/ 
  • Mais informações: contato@ato3.com.br 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: